Petróleo acelera alta após relatórios de estoques

Os contratos futuros de petróleo acentuaram a alta, após a divulgação dos relatórios sobre estoques do produto e derivados na semana passada nos Estados Unidos, que trouxeram dados acima das expectativas sobre os níveis de petróleo bruto, mas um declínio mais profundo do estoque de gasolina. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o contrato do petróleo bruto para setembro subia 0,61%, para US$ 74,20 por barril. Na ICE Futures Exchange, ex-International Petroleum Exchange, em Londres, o tipo Brent para setembro avançava 1,15%, para US$ 74,12 por barril. Os contratos futuros de gasolina para agosto estavam estáveis, a US$ 2,2850 por galão, na Nymex, a despeito de o relatório do Departamento de Energia ter calculado uma queda de 3,2 milhões de barris nos estoques do produto, para 211 milhões de barris, na semana passada, em relação a anterior, nos EUA. O Instituto Americano de Petróleo observou recuo de 2,191 milhões de barris. Os números de petróleo bruto foram bons. No Departamento de Energia, os estoques norte-americanos de petróleo ficaram inalterados na semana que terminou em 21 de julho em comparação à semana anterior, ante a previsão média de baixa de 50 mil. No levantamento do API, os estoques aumentaram 86 mil barris. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.