Petróleo acentua queda com prognóstico sobre estoques

Os contratos futuros do petróleo intensificaram no início desta tarde a queda estabelecida desde a abertura dos negócios hoje, com os investidores antecipando vendas em razão das expectativas de que os relatórios de petróleo e derivados nos EUA, que serão divulgados amanhã, vão indicar aumento nos níveis estocados. O outono suave e a previsão de temperatura amena nos EUA também serviam de estímulo para que os futuros do óleo para calefação tocassem o menor nível do ano. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) eletrônica, o contrato para dezembro cedia 1,05% para US$ 57,75 o barril, às 13h23 (de Brasília). O contrato de dezembro do petróleo Brent negociado em Londres, na ICE Futures Exchange, caía 0,85% para US$ 58,17 o barril. O óleo para calefação para dezembro cedia 1,55%, para US$ 1,4330 por galão. Analistas consultados pela Dow Jones prevêem aumento de 2,5 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto na semana passada, mas projetam queda de 1,1 milhão nos estoques de gasolina e de 1,3 milhão de barris nos níveis de derivados. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

31 de outubro de 2006 | 13h35

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.