Petróleo amplia alta para 1,79%, a US$ 76,25 por barril

Os contratos futuros de petróleo para setembro ampliam a alta para 1,79%, a US$ 76,25 por barril, na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), com as preocupações sobre a tempestade tropical Chris ofuscando o relatório de estoques de petróleo divulgado pelo Departamento de Energia dos Estados Unidos. Um pouco antes, o preço chegou a subir 2,12%, a US$ 76,40. O Centro Nacional de Furacões previu que a tempestade tropical Chris pode se fortalecer e se transformar em um furacão hoje ou amanhã. No entanto, os modelos de previsões divergem quanto á intensidade da ocorrência. Chris está se movendo ao norte das Ilhas Virgens e Porto Rico e não deve atingir o sul da Flórida antes do fim de semana. Os relatórios de estoques mostraram que os níveis de gasolina subiram 100 mil barris na semana passada em relação a anterior, para 210,9 milhões de barris. A previsão dos especialistas era de queda de 1,86 milhão de barris. No entanto, os estoques norte-americanos de petróleo caíram 1,8 milhão de barris, para 333,7 milhões, na semana que terminou em 28 de julho, em comparação à semana anterior, para milhões de barris, informou o Departamento de Energia dos EUA (DOE). A previsão média dos economistas consultados pela agência Dow Jones era de baixa de 580 mil barris. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2006 | 12h44

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.