Petróleo Brent cai, mas analistas vêem tendência de alta

Os contratos futuros de petróleo Brent fecharam em baixa modesta no sistema eletrônico da ICE Futures em Londres, em meio a transações vagarosas que deram uma oportunidade para os estrategistas refletirem sobre os movimentos futuros dos preços, segundo informa o site do Financial Times (Fonte: Financial Times). Frédéric Lasserre, do Société Générale, disse que acredita que os que apostam na alta dos preços estão de volta ao mercado de commodities e que com a temporada de furacão os preços do petróleo deverão atingir novos níveis recordes. "O fator crítico foi sem dúvida a mensagem suave do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) na semana passada, reacendendo a disposição de alta no preço das commodities no processo", disse Lasserre, referindo-se a comunicado do Fed que indicou o possível fim do ciclo de aumento nas taxas de juros dos EUA. "Fatores de riscos geopolíticos adicionais e as previsões de uma temporada de furacão extremamente ativa nos EUA vão enviar o petróleo bruto acima de US$ 80,00 o barril, em direção a nossa meta técnica de US$ 83,00", acrescentou. Segundo o estrategista de energia Kevin Norish, do Barclays Capital, os riscos continuam inclinados para a alta dos preços da commodity, considerando dados de suporte globais, assim como o impasse envolvendo a questão nuclear do Irã. "A diferença entre o que as potências ocidentais estão prontas para aceitar e o que o Irã consente permanece grande, tanto em termos de conteúdo quanto de momento", disse Norish. Ali Lrijani, negociador nuclear chefe do Irã, repetiu a mensagem de ontem de seu governo de que os pedidos para suspensão de seu programa de enriquecimento de urânio não são razoáveis. Encontros entre representantes do Irã, EUA e da União Européia estão agendados para os próximos dias. Na ICE Futures, segundo a agência Dow Jones, os contratos de petróleo Brent fecharam a US$ 72,51 o barril, queda de US$ 0,88. A mínima foi de US$ 72,45 e a máxima de US$ 73,70.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.