Petróleo Brent tem queda de 0,21% em dia de giro fraco

Os contratos futuros de petróleo fecharam em leve queda nesta quinta-feira, 04, em um dia com volume de negociação muito baixo, em função do feriado nos Estados Unidos pelo Dia da Independência. A commodity também foi pressionada pelas expectativas com o relatório de emprego do governo norte-americano (payroll), que será divulgado na sexta-feira.

Agencia Estado

04 de julho de 2013 | 17h28

O contrato do petróleo Brent para agosto, negociado na plataforma ICE, perdeu US$ 0,22 (0,21%), terminando a US$ 105,54 o barril. Na New York Mercantile Exchange (Nymex) não houve o pregão tradicional, mas, por volta das 17h10 (horário de Brasília), o contrato do WTI para agosto recuava 0,12%, a US$ 101,12 o barril.

Em dia de feriado nos EUA, os destaques foram as reuniões do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco da Inglaterra (BoE). Apesar de a política monetária de ambos continuar inalterada, as autoridades monetárias surpreenderam - o BCE pela atitude inédita de anunciar diretrizes sobre o futuro da política e o BoE por emitir pela primeira vez um comunicado mais detalhado.

Os anúncios pressionaram o euro e a libra e impulsionaram o dólar. A alta da moeda dos EUA é prejudicial para o petróleo, que é denominado em dólar e assim se torna mais caro para compradores que usam outras divisas.

No Egito, a deposição do presidente Mohammed Morsi pelo Exército serviu para acalmar parte das tensões locais, segundo analistas do Commerzbank em nota enviada a clientes. "Dito isso, ainda é cedo para afirmar que tudo está resolvido", acrescentaram, observando que novas tensões - portanto novas altas nos preços do petróleo - são possíveis. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.