Petróleo cai a US$ 78,98 com risco menor de tempestade

A alta nos mercados de ações ajudou a commodity a reduzir as perdas registradas mais cedo

Álvaro Campos, da Agência Estado,

23 de julho de 2010 | 17h41

Os contratos futuros de petróleo fecharam em leve queda na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), com a diminuição dos receios sobre uma tempestade tropical que está se aproximando do Golfo do México e com os investidores avaliando os resultados dos testes de estresse com os bancos europeus.

Os contratos de petróleo com entrega para setembro na Nymex perderam US$ 0,32, ou 0,40%, para fecharem a US$ 78,98 o barril. Na plataforma ICE, o petróleo do tipo Brent fechou em queda de US$ 0,37, ou 0,47%, a US$ 77,45 o barril.

Os futuros de petróleo foram negociados em queda durante quase toda a sessão hoje, após uma alta de 3,58% ontem, o maior ganho porcentual em um único dia desde maio. Hoje, os receios de que a tempestade tropical Bonnie possa prejudicar a produção de petróleo e a atividade das refinarias no Golfo do México diminuíram, fazendo o preço do petróleo cair. Mas uma alta nos mercados de ações perto do fim da sessão ajudou a commodity a reduzir as perdas registradas mais cedo.

A tempestade tropical Bonnie provoca ventos de 64 km por hora no sul da Flórida, e o Serviço de Meteorologia Nacional prevê que a tempestade vai se dirigir para o Golfo do México, que produz cerca de 1,6 milhão de barris por dia e responde por quase 10% do petróleo utilizado pelos EUA, que é o maior consumidor de petróleo bruto do mundo. Interrupções na produção da região podem ter um impacto maior nos futuros negociados na Nymex. Ainda assim, os estoques de petróleo permanecem altos, o que pode diminuir o impacto de um problema no fornecimento. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.