Petróleo cai após fala de Bush sobre reservas e gasolina

Os contratos futuros de petróleo caem e os da gasolina desabam, reagindo a comentários do presidente dos EUA, George W. Bush, sobre o mercado de energia. Bush determinou que o Departamento de Energia deixe de abastecer as reservas estratégicas de petróleo neste verão (no Hemisfério Norte), para ampliar a oferta de petróleo no mercado. A medida faz parte de um amplo pacote de ações para conter a escalada dos preços da gasolina nos EUA e possíveis episódios de escassez. Bush pediu ainda para que a Agência de Proteção Ambiental permita que algumas regiões que já solicitaram a permissão mantenham o uso de gasolina convencional, em vez da gasolina reformulada e menos poluente ao meio ambiente. Em teoria, a decisão permitirá uma oferta mais fácil nas áreas que estão no meio da transição da gasolina mistura com MTBE para gasolina reformulada misturada com etanol. No entanto, os contratos da Nymex não exigem mais o MTBE e os observadores da indústria atribuem os preços elevados da gasolina no varejo a problemas logísticos. Às 12h12, o contrato do petróleo bruto para junho cedia 1%, para US$ 72,60 por barril, na Nymex. O contrato da gasolina para o mesmo mês cedia 1,76%, para US$ 2,1350 por galão. As medidas de Bush ocorrem em um momento de aumento das incertezas sobre a capacidade das refinarias em trocarem a gasolina misturada ao controverso aditivo MTBE pela gasolina misturada ao etanol. Analistas classificaram a decisão sobre as reservas como meramente simbólicas, notando que apenas quantidades pequenas de petróleo são injetadas nas reservas e que o mercado está bem abastecido de petróleo. Mas o anúncio da permissão para a gasolina convencional deve ajudar a atenuar as preocupações sobre oferta no meio da temporada de pico nas estradas nos EUA. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

25 Abril 2006 | 12h16

Mais conteúdo sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.