Petróleo cai após Opep negar acordo de corte da produção;ouro recua

Os preços futuros do petróleo seguem em território negativo. Nesta manhã, um porta-voz da Organização dos Países Produtores de Petróleo (Opep) informou que a organização não tem qualquer acordo oficial ou extra-oficial para reduzir a produção, contrariando especulações do mercado sobre um acerto informal que teria sido realizado ontem. A informação foi prestada, por telefone, de Viena, à agência Dow Jones. "Quaisquer cortes no momento são voluntários", comentou um operador. Às 10h15 (de Brasília), o barril do Brent para novembro na ICE era negociado em queda de 1,01%, em US$ 61,91. Na Nymex, o barril para novembro caía 0,64% a US$ 62,36. O ouro, por sua vez, era pressionado por realização de lucros na Comex, divisão de metais da Nymex. Alguns fundos também aproveitam para acertar posição neste último pregão do terceiro trimestre. O contrato futuro de ouro para entrega em dezembro tinha perda 0,92%, a US$ 605,20. A prata acompanha o movimento do ouro e cede 0,3% para US$ 11,49. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

29 de setembro de 2006 | 10h43

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.