Petróleo cai com decisão da Opep e flexibilidade do Irã

Os contratos futuros de petróleo fecharam em queda na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e na Bolsa Intercontinental (ICE, de Londres). Na Nymex, o barril de petróleo fechou a US$ 65,61, nível mais baixo desde 28 de março. Durante o pregão, os contratos de petróleo bruto para outubro chegaram a cair abaixo dos US$ 65 por barril. O dia foi marcado pela decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de manter suas cotas de produção inalteradas e pelas reações do mercado a informes de que o Irã estaria disposto a suspender seu programa de enriquecimento de urânio. "Os iranianos estão parecendo um pouco mais conciliatórios quanto a seu programa nuclear e a Opep, embora preocupada com as recentes quedas de preço, vai manter o nível de sua produção. Essa produção está contribuindo para a elevação dos estoques e, quanto mais petróleo for estocado, mais se diz ao mercado que não há problemas de oferta", comentou o diretor de pesquisa Kyle Cooper, da IAF Advisors. Operadores observaram que os futuros de petróleo subiram acima das mínimas no fim do dia por causa de uma alta nos preços da gasolina. Na Nymex, os contratos de petróleo para outubro fecharam a US$ 65,61 por barril, em queda de 0,97% (US$ 0,64). A mínima foi em US$ 64,85 e a máxima em US$ 66,50. Na ICE, os contratos do petróleo Brent para outubro fecharam a US$ 64,55 por barril, em queda de US$ 0,78, com mínima em US$ 63,97 e máxima em US$ 65,31. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

11 de setembro de 2006 | 16h43

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.