Petróleo cai com diminuição de preocupações com oferta

Os contratos futuros de petróleo fecharam em baixa em NY nesta sexta-feira. Após terem impulsionado os preços esta semana, preocupados com possíveis problemas de fornecimento do Golfo Pérsico, os operadores venderam petróleo, depois de o Irã ter se oferecido para fazer negociações bilaterais com os EUA sobre a questão iraquiana. As negociações não envolvem o programa nuclear de Teerã, segundo ambas as partes. O analista Bill O' Grady disse que essa decisão do Irã "reduz os temores, pelo menos no curto prazo". "Todos acreditam que a única coisa que está mantendo o mercado em alta são os eventos geopolíticos". O analista afirmou que essas negociações podem representar um grande passo se resultarem na normalização das relações do Irã com os EUA. Com a diminuição do clima de tensão, os operadores concentraram-se em fatores positivos, como o aumento da oferta e indicações de demanda mundial fraca. Na quarta-feira, o Departamento de Energia dos EUA (DOE) mostrou, em seu relatório, forte aumento dos estoques de petróleo bruto na semana passada. Hoje, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu sua previsão de crescimento da demanda mundial este ano em 110 mil barris por dia. Em NY, os contratos de petróleo para abril fecharam em US$ 62,77 o barril, queda de US$ 0,81 (-1,27%). Em Londres, o tipo Brent para maio fechou em US$ 63,26 o barril, queda de US$ 0,95. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.