Petróleo cai e devolve parte de fortes ganhos de ontem

Os futuros de petróleo operam em ligeira baixa, devolvendo parte dos fortes ganhos vistos ontem após a atualização dos estoques dos EUA. Segundo analistas, no entanto, tensões na Ucrânia e Líbia tendem a sustentar a commodity.

SERGIO CALDAS, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agencia Estado

22 de maio de 2014 | 08h41

No domingo (25), a Ucrânia vai realizar sua eleição presidencial e há temores de que haja provocações em redutos separatistas no leste do país. Já na Líbia, os últimos episódios de violência comprometem a retomada da produção local de petróleo.

Na sessão de ontem, o petróleo fechou em forte alta em Londres e Nova York após uma queda inesperada no nível de estoques de petróleo bruto dos EUA na semana passada. O recuo, calculado pelo Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano, foi de 7,2 milhões de barris, contrariando uma previsão de alta de 700 mil barris.

Às 8h31 (de Brasília), o brent para julho caía 0,12%, a US$ 110,42 por barril, na plataforma eletrônica ICE, enquanto na Nymex, o petróleo para o mesmo mês recuava 0,12%, a US$ 103,94 por barril.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleomercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.