Petróleo cai e fecha abaixo de US$ 90

Contrato para fevereiro negociado na Nymex caiu 1,40%, para US$ 89,84 por barril

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

30 de dezembro de 2010 | 18h54

Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em queda, pressionados por dados que mostraram um declínio menor que o esperado nos estoques norte-americanos da commodity na semana passada. O contrato do petróleo para fevereiro negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) caiu US$ 1,28, ou 1,40%, para US$ 89,84 por barril. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para fevereiro recuou US$ 1,05, ou 1,11%, para US$ 93,09 por barril.

Mais cedo, o Departamento de Energia dos EUA divulgou que os estoques de petróleo do país caíram 1,258 milhão de barris na semana encerrada em 24 de dezembro, menos da metade do declínio estimado por analistas consultados pela Dow Jones, de 2,9 milhões de barris. O dado estimulou alguns investidores a realizar lucros.

No último mês, os estoques de petróleo dos EUA caíram mais de 20 milhões de barris, mas parte desse declínio foi motivado pelo fato de as refinarias terem diminuído as importações da commodity para reduzir os encargos fiscais de fim de ano. Os estoques de petróleo tendem a crescer no começo do ano e essa perspectiva deixou alguns investidores em dúvida sobre continuar apostando num aumento dos preços.

Segundo o analista Phil Flynn, da PFGBest, o relatório sobre os estoques de petróleo dos EUA "foi o último grande evento do ano para o mercado da commodity e não ofereceu suporte suficiente para que os operadores mantivessem as posições compradas até o ano que vem".

O preço do petróleo subiu 12% desde meados de novembro em meio à expectativas de melhora na demanda pela commodity. Boa parte dos analistas acreditam que o valor do barril deve superar US$ 100 em 2011, conforme a economia se recuperar, mas por ora as pessoas estão realizando lucros perto dos US$ 90, disse Zachary Oxman, diretor-gerente da TrendMax Futures. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleobarril

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.