Petróleo de NY fecha com o menor preço em 6 semanas

O petróleo renovou a cotação mínima de fechamento em seis semanas na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), com os operadores vendendo os contratos para entrega do produto em abril, que vencem amanhã, segundo analistas. Os contratos de petróleo para maio, que passarão a ser o de primeiro mês de vencimento a partir de quarta-feira, fecharam em leve alta ajudados pela elevação dos preços da gasolina RBOB para a máxima em sete meses. Os contratos de petróleo para abril caíram US$ 0,52, ou 0,91%, e fecharam a US$ 56,59 por barril, com uma mínima em US$ 56,35 e uma máxima de US$ 57,55. Os contratos de petróleo para maio subiram US$ 0,12, ou 0,20%, e fecharam a US$ 59,70 por barril, movimentando um volume três vezes maior em comparação com o giro dos contratos para abril. Os preços freqüentemente registram grande volatilidade perto do vencimento dos contratos, com os operadores correndo para realizar negócios nos últimos dias possíveis. Os contratos de gasolina RBOB para abril subiram 510 pontos, ou 2,67%, e fecharam a US$ 1,9581 por galão, seu nível mais elevado desde 22 de agosto de 2006. Os preços da gasolina RBOB acumulam uma alta de mais de 44% desde a metade de janeiro, com problemas em refinaria e previsões de demanda sazonal recorde gerando preocupações de uma oferta apertada. Por outro lado, os futuros de petróleo bruto subiram 12% no mesmo período. Em Londres, no sistema eletrônico da ICE Futures, os contratos de petróleo Brent para maio subiram US$ 0,22, ou 0,37%, e fecharam a US$ 60,52 por barri. A mínima foi de US$ 60,11 e a máxima de US$ 61,08. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.