Petróleo dispara com anúncio da Opep de corte da produção

Os contratos futuros do petróleo ganharam forte impulso esta manhã, depois de representantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) informarem que haverá um corte de 1 milhão de barris por dia na produção de petróleo. Segundo um delegado do cartel, não haverá alteração no teto de produção. De acordo com a mesma fonte, os cortes acontecerão na produção de nove países membros da Opep, excluindo a Indonésia e o Iraque. A Arábia Saudita deverá reduzir em 300 mil barris ao dia sua produção. Não há planos para realização de uma reunião de emergência, de acordo com um governador da Opep. Às 8h04 (de Brasília), o contrato de novembro do petróleo negociado no pregão eletrônico da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) subia 2,59% para US$ 60,95 o barril. Na plataforma ICE, de Londres, o contrato de mesmo vencimento avançava 2,77%, para US$ 60,86 o barril. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.