Petróleo em NY fecha em queda pela 3.ª vez seguida

Pela terceira sessão consecutiva, os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam nesta segunda-feira em queda, pressionados por temores de enfraquecimento da demanda na China. O contrato de petróleo mais negociado, com entrega para junho, caiu US$ 0,87 (0,9%), fechando a US$ 95,17 o barril. Já na plataforma eletrônica ICE, o barril do petróleo do tipo Brent para junho teve baixa de US$ 1,09 (1,04%), encerrando a sessão a US$ 102,82. O petróleo recuou após dados da produção industrial da China referentes a abril. A produção cresceu 9,3% ante o mesmo mês de 2012 - uma melhora sobre a leitura de março, porém abaixo da alta de 9,5% prevista por analistas ouvidos pelo jornal "The Wall Street Journal".

AE, Agencia Estado

13 de maio de 2013 | 17h00

A leitura de abril foi percebida como o mais recente sinal da desaceleração do crescimento econômico da China, o que levou o mercado de petróleo a ficar preocupado com uma diminuição da demanda pelo produto. A China é a economia de grande escala que cresce mais rápido no mundo e o boom levou a uma alta nos preços do petróleo ao longo dos últimos anos.

Além disso, nesta segunda-feira, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) manifestou as preocupações mais fortes ainda este ano sobre o enfraquecimento da demanda pelo produto na China. A Opep cortou a estimativa de crescimento da demanda por petróleo na China no primeiro trimestre em 20 mil barris por dia, alegando que um crescimento econômico mais fraco que o esperado "pode afetar o consumo da demanda pelo produto". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.