Petróleo encerra em alta com O.Médio e tempestade

Os contratos futuros de petróleo voltaram a fechar em alta na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e na Bolsa Internacional de Commodities (ICE, de Londres). O mercado reagiu à escalada do conflito entre Israel e o Líbano, ao informe de que a tempestade tropical Chris pode ganhar força e tornar-se um furacão e à notícia de que várias refinarias da Valero Energy nos EUA suspenderam a produção por causa de atividades não-programadas de manutenção e reparos. "Existe a possibilidade de o primeiro furacão desta temporada formar-se no Golfo do México. Por isso, estamos com um forte risco de evento sazonal convergindo com o risco geopolítico", comentou o diretor de estratégia para commodities do Societé Générale, Michael Guido. Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para setembro fecharam a US$ 74,91 por barril, em alta de US$ 0,51. A mínima foi em US$ 74,02 e a máxima em US$ 75,45. Na ICE, os contratos do petróleo brent para setembro fecharam a 75,89 por barril, em valorização de US$ 0,74, com mínima em US$ 74,65 e máxima em US$ 76,58. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.