Petróleo faz bolsas de Nova York oscilar na abertura

O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York voltou a abrir com oscilação, sem definir uma direção. Às 10h36, subia 0,09%. O índice Nasdaq abriu em queda e mantém essa trajetória, cedendo 0,33% às 10h37. O Dow Jones e o Nasdaq poderão encontrar certa resistência para dar continuidade aos seus ganhos recentes, por causa dos preços do petróleo em torno de níveis recordes, mas os balanços de forma geral positivos divulgados esta manhã devem evitar quedas mais acentuadas. Em dia de agenda forte do lado corporativo, o principal destaque no campo macroeconômico é o índice de atividade de abril do Fed de Filadélfia, que será anunciado às 11h30 (de Brasília). O dia agitado em balanços movimentava as ações no pré-mercado. General Motors subia 2,8%, depois de anunciar queda de seu lucro líquido para US$ 323 milhões no primeiro trimestre, de US$ 1,3 bilhão de igual trimestre de 2005, e crescimento de 14,1% da receita entre os dois períodos. A fabricante de cigarros Altria avançava 0,8%. A companhia teve lucro de US$ 3,48 bilhões e receita de US$ 24,4 bilhões no primeiro trimestre, ambos superiores aos resultados de igual trimestre do ano passado. Bank of America subia 1%, ajudado pelo aumento de 14% de seu lucro líquido, para US$ 4,99 bilhões (US$ 1,07 por ação), superando a estimativa dos analistas, de lucro de US$ 1,00 por ação. Schering-Plough avançava 1%. A farmacêutica disse que seu lucro líquido subiu para US$ 372 milhões, de US$ 127 milhões do primeiro trimestre de 2005. A receita cresceu 7,7%. Eli Lilly subia 0,6%, ajudada pelo aumento de 13% do lucro e de 6% da receita. Apple Computer operava em alta de 4,2%. Ontem, após o fechamento do mercado, a fabricante de computadores e produtos eletrônicos informou que seu lucro líquido e receita no primeiro trimestre foram, respectivamente, 41% e 34% superiores aos do primeiro trimestre do ano passado, graças às fortes vendas de iPods. Outras ações de tecnologia também subiam no pré-mercado, como as da EMC Corp, em alta de 2,7%. Os ADRs da Nokia operavam em alta de 6%, após a fabricante de celulares finlandesa ter divulgado aumento de 21% do lucro e de 29% da receita. Intel ganhava 0,8%, embora tivesse anunciado ontem uma queda de 38% de seu lucro líquido e de 5% da receita. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.