Petróleo fecha acima de US$ 85 com otimismo nos EUA

A cotação começou a subir após divulgação de dados sobre vendas de imóveis novos e encomendas de bens duráveis nos EUA

Ricardo Gozzi, da, Agência Estado

23 de abril de 2010 | 18h06

Os contratos futuros de petróleo fecharam acima de US$ 85 por barril impulsionados pelas expectativas de melhora da economia nos Estados Unidos e no mundo, que ajudaram o mercado da commodity a superar os temores provocados mais cedo pelos problemas financeiros da Grécia. No entanto, o contrato de primeiro vencimento em Nova York continuava significativamente abaixo dos contratos de prazo mais longo e dos de referência europeus por causa do excesso de estoque no mercado norte-americano.

O contrato com vencimento em junho subiu US$ 1,42, ou 1,70%, na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), fechando em US$ 85,12. No mercado eletrônico ICE, de Londres, os contratos futuros do Brent avançaram US$ 1,58, encerrando a sessão em US$ 87,25.

A cotação do barril de petróleo começou a melhorar depois de a divulgação dos mais recentes dados sobre vendas de imóveis novos e encomendas de bens duráveis nos EUA ter sugerido um quadro de melhora da economia norte-americana. O aquecimento do mercado habitacional e a melhora do dado referente aos bens de capital alimentam expectativas de um maior crescimento da economia, o que daria suporte a um aumento da demanda por petróleo.

"O número referente à habitação realmente pareceu ter dado um impulso", observou Jim Ritterbusch, presidente da empresa de consultoria em investimentos Ritterbusch and Associates. "Toda vez que aparece um dado econômico favorável isso gera um influxo de capital no mercado de petróleo."

Mais perto do fim da sessão, o petróleo também foi beneficiado pela alta nos mercados norte-americanos de ações e pela recuperação do euro ante o dólar, revertendo uma fraqueza provocada pelo pedido de ajuda financeira feito pelo governo da Grécia à União Europeia (UE) e ao Fundo Monetário Internacional (FMI). O declínio do dólar ajuda a elevar o preço do petróleo por torná-lo mais barato para os detentores de otras moedas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoNymexbarrilimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.