Petróleo fecha em alta com cobertura de posições

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e na Bolsa Intercontinental (ICE, de Londres). Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para novembro chegaram a cair a US$ 59,52 por barril pela manhã, mas reverteram a direção, quando os operadores viram-se forçados a comprar para cobrir posições. "O mercado parece não gostar de operar abaixo dos US$ 60 por barril e a Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) já está manifestando preocupação com as recentes quedas de preço", comentou o analista Tom Bentz, do BNP Paribas. O presidente da Opep, Edmind Daukoru, disse que ele e outros ministros do Petróleo dos 11 países que integram o cartel estão estudando as implicações da queda de 20% nos preços verificada nas últimas seis semanas. "Estou conversando com alguns ministros. Não tenho liberdade de dizer com quem, mas nós temos discutido", disse Daukoru, no que Jim Ritterbusch, da consultoria Ritterbusch & Associates, qualificou como um "suporte retórico aos preços". "Eles vão tentar sustentar os preços com declarações sobre conversas e reuniões, mas acho que as chances de uma redução na produção da Opep são pequenas, a não ser que o preço caia para perto de US$ 55", acrescentou Ritterbusch. Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para novembro fecharam a US$ 61,45 por barril, em alta de US$ 0,90, ou 1,49%; a mínima foi em US$ 59,52 e a máxima em US$ 62,15. Na ICE, os contratos do petróleo Brent para novembro fecharam a US$ 60,80 por barril, em alta de US$ 0,39, ou 0,65%, com mínima em US$ 59,32 e máxima em US$ 61,65. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

25 de setembro de 2006 | 17h00

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.