Petróleo fecha em alta com dados positivos dos EUA

Os contratos futuros de petróleo encerraram o pregão em alta influenciados por bons dados da economia dos Estados Unidos e pelo aumento da incerteza política na região da Crimeia, no sul da Ucrânia.

MATEUS FAGUNDES, Agencia Estado

06 de março de 2014 | 19h12

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo para abril fechou em alta de US$ 0,11 (0,11%), a US$ 101,56 por barril. Na IntercontinentalExchange (ICE), em Londres, o petróleo Brent para abril fechou em alta de US$ 0,34 (0,32%), a US$ 108,10 por barril.

A alta dos preços em Nova York foi impulsionada pelos bons números do mercado de trabalho norte-americano. Na semana encerrada em 1º de março, o total de pessoas que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu para 323 mil, um resultado melhor do que o esperado. O resultado contrabalançou uma série recente de dados ruins da economia dos Estados Unidos e animou os investidores.

As tensões geopolíticas também ajudaram a impulsionar os preços do petróleo. No início da manhã desta quinta-feira, 6, o Parlamento da Crimeia aprovou a realização de um referendo na região para decidir pela incorporação do território à Rússia. A votação, que reacendeu o temor de um conflito na nação do leste europeu, foi considerada ilegal pelo governo interino da Ucrânia, pelos Estados Unidos e pela União Europeia.

"Os preços se recuperaram da baixa do início da sessão à medida que persiste o medo e o nervosismo com a situação política na Ucrânia", disse Matt Smith, analista de commodities da Schneider Electric. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.