Petróleo fecha em alta em NY após 4 dias em queda

Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta pela primeira vez em cinco sessões em Nova York, seguindo a recuperação das ações na altura do fechamento da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). A melhora da Bolsa diminuiu os temores sobre uma desaceleração do crescimento econômico dos EUA e do consumo de petróleo. "Os operadores de petróleo olham o Dow Jones e reagem quase ponto a ponto", disse o analista Phil Flynn, da Alraon Trading, em Chicago. "Toda vez que o Dow Jones cai 50 pontos, o petróleo desaba, quando o Dow Jones se recupera, o petróleo também", afirmou. "Os números sobre os estoques nos deram algum suporte, mas então o mercado acionário caiu e nós seguimos", disse o analista Aaron Kildow, da Prudential Financial, em Nova York. No fim do dia, "recuperamos alguma força com o mercado acionário", afirmou. Em seu relatório semanal, o Departamento de Energia informou que os estoques de petróleo nos EUA subiram 1,1 milhão de barris na semana encerrada em 9 de março, os estoques de gasolina caíram 2,5 milhões de barris e os estoques de derivados, que incluem óleo de calefação e diesel, declinaram 2,8 milhões de barris, em linha com as expectativas dos analistas. Na Nymex, o contrato para abril do petróleo WTI subiu US$ 0,23, ou 0,40%, para fechar em US$ 58,16 o barril, depois de cair a US$ 57,30, o menor nível em quase um mês. O contrato da gasolina RBOB para abril caiu 0,18% para US$ 1,9283 o galão. Na londrina ICE, o contrato para abril do petróleo Brent subiu US$ 0,16, ou 0,26%, para US$ 61,06. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.