Petróleo fecha em baixa após queda dos preços do gás

Os futuros de petróleo caíram hoje em Londres e Nova York, atingidos pela acentuada baixa dos preços dos futuros de gás natural e óleo para aquecimento e também pela ação de alguns operadores buscando realizar os acentuados ganhos da sessão anterior, segundo analistas. "Nós corrigimos depois dos ganhos de ontem e os produtos (óleo para aquecimento e gasolina) estavam caindo", disse o operador Tom Bentz, do BNP Paribas em Nova York. Ele disse que não havia qualquer notícia importante orientando os preços para baixo e que o movimento do dinheiro dos contratos de primeiro mês de vencimento para meses posteriores estava, em parte, por trás da queda dos futuros de produtos. Em Nova York, os contratos de óleo para aquecimento para novembro caíram 390 pontos, ou 2,24%, e fecharam a US$ 1,7000 por galão, enquanto os contratos de gás natural para novembro recuaram 2,55% para US$ 7,497 por milhão de unidades térmicas britânicas (BTU). "O gás natural nos puxou para cima nos últimos dois dias" e sua queda hoje pesou sobre os preços do petróleo bruto", disse o vice-presidente da Vantage Trading em Nova York, Peter Donovam. Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de petróleo para dezembro fecharam a US$ 60,36 o barril, em queda de US$ 1,04, ou 1,69%. A mínima foi de US$ 60,15 e a máxima de US$ 61,70. Em Londres, no sistema eletrônico da ICE Futures, os contratos de petróleo Brent para dezembro fecharam a US$ 60,77 o barril, em baixa de US$ 1,28, ou 2,06%. A mínima foi de US$ 60,47 e a máxima de US$ 62,35. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

26 de outubro de 2006 | 16h55

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.