Petróleo fecha em baixa e acumula forte queda na semana

Os preços dos contratos futuros do petróleo fecharam em leve queda, numa sessão com baixo volume de negócios em que a commodity acompanhou os movimentos do mercado de ações e continuou recebendo pressão de temores com a possibilidade de a fraqueza na economia mundial afetar a demanda por combustíveis.

GUSTAVO NICOLETTA, Agencia Estado

16 de dezembro de 2011 | 19h08

O contrato do petróleo para janeiro negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) caiu US$ 0,34, ou 0,36%, para US$ 93,53 por barril - menor preço de fechamento em seis semanas. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para fevereiro teve declínio de US$ 0,25, ou 0,24%, para US$ 103,35 por barril. Na semana, o petróleo da Nymex acumulou perda de 5,91%, enquanto o Brent da ICE recuou 4,85%.

Os preços do petróleo foram afetados recentemente por receios com a possibilidade de a recuperação anêmica na economia mundial diminuir a demanda pela commodity. Além disso, a crise de confiança nas dívidas soberanas da zona do euro continua no centro das atenções do mercado. "Não temos nada lá fora exceto más notícias", disse Ray Carbone, presidente da corretora Paramount Options.

Hoje, os preços ficaram boa parte do dia perto da estabilidade, mas recuaram depois de os índices do mercado de ações dos EUA perderem força. Os dois mercados mostraram uma correlação muito forte neste ano, visto que muitos operadores buscam nas bolsas uma referência sobre a confiança na economia.

"Hoje seguimos as ações, mas também estamos perto do final do ano", disse Carl Larry, presidente da Oil Outlooks and Opinions. "Depois de irmos para cima e para baixo no início da semana, as pessoas simplesmente decidiram esperar os próximos dias", acrescentou, fazendo referência ao baixo volume de negócios nesta sexta-feira. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoNymex

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.