Petróleo fecha em leve alta a US$ 76,52 o barril

Contrato do petróleo para novembro negociado na Nymex subiu 0,04%, para US$ 76,52 por barril

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

27 de setembro de 2010 | 16h59

Os preços dos contratos futuros do petróleo negociados na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), que na sexta-feira fecharam a sessão no maior nível desde 13 de setembro, encerraram esta segunda-feira em território positivo, mas ficaram perto da estabilidade. Segundo analistas, os investidores estão aguardando indicadores sobre a atividade industrial e o Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA, que devem ser divulgados nos próximos dias, para aplicar com mais convicção.

O contrato do petróleo para novembro negociado na Nymex subiu US$ 0,03, ou 0,04%, para US$ 76,52 por barril, com mínima de US$ 75,52 e máxima de US$ 77,17 ao longo da sessão. Na plataforma ICE, o contrato do petróleo tipo Brent para novembro caiu US$ 0,30, ou 0,38%, para US$ 78,57 por barril.

"As pessoas estão esperando e observando", disse Mark Waggoner, presidente da Excel Futures. De acordo com o operador Tony Rosado, da GA Global Markets, "o dia foi bastante quieto e oscilamos um pouco com base no dólar, mas o mercado realmente perdeu ímpeto para subir".

O recente avanço dos mercados de ações, aliado ao enfraquecimento do dólar e a comentários de autoridades do Federal Reserve (Fed, banco central americano) sugerindo que haverá suporte à economia norte-americana, ajudaram a impulsionar os preços dos contratos futuros do petróleo nas últimas sessões. Apesar disso, os estoques norte-americanos da commodity e de seus derivados estão no maior nível em 27 anos, o que limita o avanço no valor do barril.

"O petróleo é um mercado que não quis participar deste rali baseado no dólar fraco e no Federal Reserve e o motivo é claro: temos um excesso de petróleo", disse Phil Flynn, analista da PFG Best.

Avanços recentes no valor do barril foram contidos pela realização de lucros. Na sexta-feira, a Comissão de Negociação de Futuros de Commodities dos EUA (CFTC, em inglês) divulgou que os gerentes de fundos - categoria que inclui fundos de hedge - diminuíram em 15% o volume líquido de posições compradas em futuros de petróleo da Nymex na semana encerrada em 21 de setembro - período imediatamente posterior à semana em que o valor do barril chegou a US$ 77. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleobarrilNymex

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.