Petróleo fecha em queda com estoques recordes

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em forte queda nesta sexta-feira, 25, encerrando a semana com a maior desvalorização semanal desde meados de março. Os preços vêm sendo prejudicados pelo alto nível de estoques da commodity nos EUA.

STEFÂNIA AKEL, Agencia Estado

25 de abril de 2014 | 18h29

O petróleo para junho negociado na Nymex recuou US$ 1,34 (1,31%), para US$ 100,60 por barril. Na semana, a commodity perdeu 3,6%. O contrato do brent para junho caiu US$ 0,75 (0,7%), fechando a US$ 109,58 por barril na ICE.

Os estoques de petróleo aumentaram em 13 das últimas 14 semanas e atualmente estão em 397,7 milhões de barris, o maior nível desde o início do levantamento em 1982. Segundo dados mensais que vão até 1920, os estoques estão no maior patamar desde 1931.

"Apesar das condições econômicas melhores em geral, a falta de previsibilidade em relação ao que ocorrerá na Ucrânia, juntamente com os altos estoques de petróleo, motiva as vendas no mercado de energia", disse Jonathan Citrin, fundador do CitrinGroup. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.