Petróleo fecha em queda por alerta em relatório da Opep

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em queda nesta terça-feira, 11, mas longe das mínimas da sessão, após a divulgação do relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que alertou sobre possíveis ameaças ao esperado equilíbrio do mercado da commodity na segunda metade do ano.

Agencia Estado

11 de junho de 2013 | 16h49

O contrato de petróleo mais negociado, com entrega para julho, perdeu US$ 0,39 (0,41%) e terminou a US$ 95,38 o barril, após ter atingido a mínima de US$ 94,04 de manhã. Na plataforma eletrônica ICE, o barril de petróleo do tipo Brent para julho caiu US$ 0,99 (0,95%), encerrando a US$ 102,96.

No relatório de junho, a Opep, cujos membros produzem mais de um de cada três barris consumidos por dia no mundo, diz que "incertezas, tanto de demanda quanto de oferta, podem minar o esperado equilíbrio no mercado na segunda metade de 2013". A Opep também cortou a projeção de crescimento da demanda para este ano em 10 mil barris por dia (bpd), para 780 mil bpd.

A queda no mercado de petróleo ocorreu em meio a um desmonte global, provocado pela falta de novas medidas de estímulo do Banco do Japão para impulsionar o crescimento e lidar com a volatilidade nos mercados. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.