Petróleo fecha no nível mais baixo em 19 meses em NY

Os contratos futuros de petróleo fecharam no nível mais baixo dos últimos 19 meses na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). Relatórios indicam que as exportações da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) devem aumentar em 350 mil barris por dia, para 24,5 milhões de barris por dia, nas quatro semanas até 27 de janeiro, e questionam o comprometimento da Opep em manter o acordo recente, que prevê um corte na produção. Ontem um relatório da Petrologistics mostrou que os dez países-membros da Opep que concordaram em cortar a produção na verdade a elevaram em 100 mil barris por dia. ?É a continuação das vendas que começaram no início do ano?, disse Mike Fitzpatrick, da Fimat USA, acrescentando que os operadores acreditam que os preços devem cair mais. ?As vendas aumentaram depois que nós quebramos a barreira dos US$ 53?, disse Tom Bentz, do BNP Paribas. Na Nymex, os contratos de petróleo para fevereiro fecharam a US$ 51,88 por barril, com queda de US$ 2,14, ou 3,96%. A mínima foi em US$ 51,80, nível mais baixo desde maio de 2005, e a máxima em US$ 54,73. Na Intercontinental Exchange (ICE), em Londres, os contratos do petróleo Brent para fevereiro caíram US$ 1,99, ou 3,71%, e fecharam a US$ 51,70 por barril. A mínima foi em US$ 51,65 e a máxima em US$ 54,42. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.