Petróleo fecha próximo de US$ 60 em NY

O contrato futuro de petróleo para o mês de abril caiu US$ 1,56 (2,53%) e fechou com o barril cotado a US$ 60,02, pressionado pelo acentuado crescimento dos estoques comerciais norte-americanos, que esfriou as preocupações relacionadas com a oferta, segundo operadores e analistas. O Departamento de Energia dos EUA (DOE) informou que os estoques de petróleo bruto cresceram em 6,8 milhões de barris na semana passada, para 335,1 milhões de barris, seu nível mais elevado em quase sete anos, refletindo a recuperação das importações e acentuada queda da taxa de utilização das refinarias. O crescimento acima do esperado dos estoques de petróleo bruto veio junto com a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de manter sua meta de produção inalterada, mesmo diante do crescimento dos estoques e da fraqueza sazonal de demanda no segundo trimestre. A Opep tomou a decisão em grande parte, em resposta às crescentes ameaças contra a oferta global, como a violência na Nigéria e no Iraque. A combinação de crescentes estoques e a manutenção da política de produção da Opep levaram os operadores a desmontarem posições bullish (de alta dos preços) estabelecidas recentemente em meio às preocupações relacionadas com a oferta mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.