Petróleo futuro sobe em Londres, mas cai em Nova York

Os preços dos contratos futuros de petróleo estão em queda em Nova York, mas sobem em Londres, com investidores digerindo a alta da taxa básica de juros na China e as preocupações com as condições da economia norte-americana. Amanhã vencem os contratos de petróleo de abril negociados na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e normalmente o mercado fica volátil antes de vencimentos. Às 11h18 (de Brasília), o contrato de abril do petróleo negociado na Nymex caía para abaixo de US$ 57,00 o barril, a US$ 56,70 o barril, queda de 0,21%. O contrato de maio subia 0,17% para US$ 59,68 o barril. Na plataforma eletrônica ICE, de Londres, o contrato de maio subia 0,20% para US$ 60,42 o barril. "Temores de retração no ritmo da atividade econômica dos EUA estão pesando sobre o mercado de petróleo, especialmente porque os sinais de inflação moderada persistem, limitando a habilidade do Fed (banco central) de reduzir as taxas de juro para incentivar o consumo", disse o analista da TFS Energy, Addison Armstrong. Paralelamente, a China aumentou o juro, provocando preocupações similares de queda na atividade econômica. Operadores dizem que a gasolina continua sendo o principal monitor do mercado de petróleo, em face da queda nos estoques e aumento da demanda, com a aproximação do verão em meados do ano no Hemisfério Norte. Os preços da gasolina também sobem por causa de gargalos no refino e preços mais baixos de importação. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.