Petróleo mantém alta de mais de 1% em Londres e NY

Os contratos futuros de petróleo registram alta de mais de 1%, com o mercado corrigindo parte das fortes quedas nas sessões anteriores e a expectativa de temperaturas mais baixas no Nordeste dos Estados Unidos no fim de semana. Operadores disseram que o fechamento dos mercados norte-americanos na segunda-feira, para a celebração do Dia de Martin Luther King, levou detentores de posições vendidas, que apostaram na queda do mercado, a recomprarem contratos e embolsarem os lucros. Às 10h54 (de Brasília), o barril para fevereiro do tipo Brent era negociado em alta de 1,57% em US$ 52,50 em Londres, na plataforma eletrônica ICE. No sistema eletrônico da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), o contrato para fevereiro do petróleo subia 1,12% para US$ 52,36. Ontem, o Brent havia caído à mínima em 19 meses de US$ 51,79. Embora a correção para cima traga algum alívio, os motivos para as perdas do dia anterior - as crescentes dúvidas sobre a capacidade da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de implementar cortes de produção - continuam pesando sobre o sentimento dos investidores, disseram os operadores. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.