Petróleo mantém queda, negociado abaixo de US$ 73

Os contratos futuros do petróleo são negociados em baixa desde a abertura da sessão regular da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), dando continuidade ao movimento registrado mais cedo na sessão eletrônica. Os investidores reagem favoravelmente ao início do cessar-fogo no Líbano e à retomada parcial da produção no campo de Prudhoe Bay, no Alasca. Às 11h40, o contrato de petróleo com vencimento em setembro caía 1,88%, a US$ 72,95 por barril, na Nymex. Na plataforma ICE, de Londres, o contrato do Brent de mesmo vencimento operava em baixa de 2,19%, a US$ 73,99 o barril, aprofundando a queda registrada desde o início da manhã. Três horas após o início do cessar-fogo imposto pela ONU, soldados israelenses mataram seis combatentes do Hezbollah em três ações separadas, no Líbano. Mesmo assim, as vendas de contratos futuros de petróleo continuavam intensas. Em termos de oferta de petróleo, o campo petrolífero de Prudhoe Bay, no Alasca, o maior dos EUA, irá retomar parcialmente sua produção, com a permissão dada pelo governo na sexta-feira para que a BP mantenha em funcionamento pelo menos a rede ocidental de sua produção no campo. A produção havia sido interrompida na semana passada por causa de vazamento num oleoduto. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.