Petróleo mostra estabilidade com mercado bem abastecido

Os contratos futuros de petróleo bruto Brent operam perto da estabilidade, em quase US$ 110 por barril, nesta quinta-feira, 15, em meio a um mercado bem abastecido. Segundo o analista Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital, o preço do Brent com entrega em junho está com um prêmio elevado em relação ao contrato do próximo mês disponível, uma condição conhecida como "backwardation" e que sinaliza um mercado bem abastecido. Ele acrescentou que "a situação na Ucrânia se manteve volátil, apesar de uma nova rodada de negociações destinadas a amenizar a tensão".

Agencia Estado

15 de maio de 2014 | 08h05

Além disso, o retorno do petróleo da Líbia deve pressionar os preços, mas isso ainda só está acontecendo de forma limitada, escreveu a JBC Energy. "Ainda que o campo Elephant tenha retomado as atividades, a produção geral no local de 30 mil barris por dia ainda é baixa em comparação com a sua capacidade. Ao mesmo tempo, o campo Sharara ainda parece estar com dificuldades embora relatórios de produção da National Oil Co. ainda mostrem que níveis em todo o país em 250 mil barris por dia", escreveu JBC em uma nota a clientes.

Hoje, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) pode enfrentar dificuldades para recuperar o atraso quanto ao aumento da demanda pela commodity, segundo a Agência Internacional de Energia (AIE) em seu relatório mensal sobre mercado. "Ainda que a OPEP tenha capacidade mais que suficiente, é preciso ver se a organização vai conseguir superar os obstáculos observados acima do solo que têm atormentado alguns de seus países-membros recentemente". Interrupções em países como a Líbia e a Nigéria e sanções ao Irã mantiveram a produção da OPEP abaixo de sua meta de 30 milhões de barris por dia nos últimos meses.

Às 7h54 (de Brasília), o brent para junho subia 0,15%, a US$ 110,35 por barril, na plataforma eletrônica ICE, no último dia de negociações do contrato. Já o Brent para julho avançava 0,05%, para US$ 109,36 por barril. Na Nymex, o petróleo para junho perdia 0,32%, a US$ 102,04 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleomercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.