Petróleo opera acima de US$ 61 com resistência do Irã

Os contratos futuros de petróleo voltam a ganhar força hoje, avançando no patamar de US$ 61,00 o barril, com investidores temendo as conseqüências da resistência do Irã em suspender seu programa nuclear. Os dados da semana passada mostrando forte queda nos níveis dos estoques de destilados e gasolina nos Estados Unidos também continuam sustentado os preços em alta. Às 12h05 (de Brasília), o contrato de abril do petróleo negociado na Bolsa Mercantil de Nova York tinha ganho de 0,72% na sessão viva-voz, para US$ 61,58 o barril. Na sessão eletrônica, o contrato de mesmo vencimento avançava 0,74% para US$ 61,59 o barril. Em Londres, o petróleo subia a US$ 61,44 o barril. O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) está reunido em Londres hoje para discutir como responder ao não cumprimento pelo Irã do prazo limite para suspensão de seu programa nuclear. O prazo venceu na sexta-feira e desde então o país tem dito que ao contrário pretende acentuar o programa. Alguns investidores consideram que os preços estão elevados e vêem possibilidade de ajuste de baixa. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.