Petróleo opera em alta após relatório da AIE

Os contratos futuros de petróleo operam em alta, após a Agência Internacional de Energia (AIE) divulgar que a oferta da commodity na América do Norte e Iraque está compensando a demanda.

Agencia Estado

14 de março de 2014 | 08h29

Os estoques dos EUA e Canadá continuaram a subir e o Iraque mostrou uma alta surpreendente na produção, o que significa que a demanda global está sendo compensada e que o mercado está equilibrado, segundo a AIE, entidade com sede em Paris.

A produção de petróleo do Iraque subiu em fevereiro a seu maior nível desde 1979, mostrando aumento de 500 mil barris por dia, a 3,6 milhões de barris por dia, informou a AIE.

O excesso de oferta pode estar por trás da tranquilidade vista nesta sexta-feira, 14, nos mercados de petróleo, que tiveram uma reação contida às últimas notícias da Ucrânia.

Em nota, o Commerzbank comentou que os investidores em petróleo estão "surpreendentemente relaxados antes do referendo na Crimeia", que no domingo decide se permanecerá integrando o território ucraniano ou se passará a fazer parte da Rússia.

Os derivados de petróleo também reagiram sem oscilações fortes. O banco alemão prevê, no entanto, que "esse cenário pode mudar se sanções forem impostas à Rússia, porque a União Europeia também importa diesel" dos russos.

Às 8h22 (de Brasília), o brent para abril, que vence hoje, subia 0,18%, a US$ 107,58 por barril, enquanto o de maio avançava 0,22%, a US$ 107,15 por barril. Na Nymex, o petróleo para abril tinha alta de 0,51%, a US$ 98,70 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoAIErelatório

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.