Petróleo opera em alta com compras a preços baixos

Recuo de tensões geopolíticas na Rússia, Iraque e Líbia contribuíram para alta

Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2014 | 08h13

Os contratos futuros de petróleo bruto operam em alta nesta sexta-feira, 15, em meio a busca por preços baixos, após a queda acentuada na sessão anterior.

Muitos dos riscos geopolíticos que vinham crescendo no mercado recuaram por enquanto. Palavras conciliatórias do presidente russo, Vladimir Putin, aliviaram parte da tensão sobre a crise na Ucrânia. No Iraque, Nouri al-Maliki deixou o cargo de primeiro-ministro, evitando uma disputa política mais profunda.

Enquanto isso, a Líbia reabriu seu maior porto de exportação, o que vai ajudar a oferta, ao mesmo tempo em que o crescimento econômico decepcionante no segundo trimestre na zona do euro significa que a demanda poderia agora ficar mais fraca.

O cenário deve manter o Brent em uma estrutura "contango" - quando o contrato de primeiro vencimento é mais barato do que os de maturidade posterior - provocando demanda por armazenamento flutuante. "Embora o foco tenha sido o amplo abastecimento, as preocupações do lado da demanda também surgiram na sequência de uma série de dados econômicos decepcionantes nesta semana", disse o Commerzbank.

Às 7h50 (de Brasília), o Brent para outubro subia 0,27%, a US$ 102,35 por barril, enquanto o de novembro tinha ganho de 0,30%, a US$ 103,47 por barril. Na Nymex, o petróleo para setembro avançava 0,07%, a US$ 95,65 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoUcrâniaIraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.