Petróleo opera em alta com dificuldades de oferta

Às 7h40 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para setembro subia 0,47%, para US$ 107,67 o barril na plataforma ICE, em Londres

Agência Estado,

29 de julho de 2013 | 09h40

Os contratos futuros do petróleo operam nesta segunda-feira em alta por causa da preocupações sobre dificuldades de oferta na Líbia, Sudão do Sul e Iraque, mas os ganhos são limitados pela cautela antes da reunião de dois dias do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

 

Às 7h40 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para setembro subia 0,47%, para US$ 107,67 o barril na plataforma ICE, em Londres. O contrato do petróleo para setembro negociado na Nymex tinha alta de 0,24%, para US$ 104,94 o barril. O aumentos das tensões na Líbia, Sudão do Sul e Iraque está ocorrendo junto a um cenário de manutenção de campos de petróleo no Mar do Norte e demanda forte das refinarias por petróleo como matéria-prima, disse o Deutsche Bank em nota a clientes.

O dólar perdeu força nesta segunda-feira ante o euro, tornando o petróleo, que é negociado na moeda dos Estados Unidos, mais barato para investidores com outras divisas. O dólar foi pressionado pelas expectativas de que o Fed manterá as taxas de juros muito baixas quando anunciar a decisão de política monetária na quarta-feira, 31. Os investidores também aguardam dados do setor manufatureiro da China e os anúncios das reuniões de política monetária dos Bancos Central Europeu (BCE) e da Inglaterra (BoE) nesta semana. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.