Petróleo opera em alta, com expectativa de recorde

Os contratos futuros de petróleo, que passaram boa parte do dia em queda, viraram para cima com movimento de compra. Estimulados pelo rali de ontem, que colocou o petróleo em nível recorde (fechando em Nova York cotado a US$ 75,19 o barril), os fundos e participantes locais estão na ponta de compra, convencidos de que os preços deverão quebrar novos recordes. "Todos têm isto em mente", disse um operador. O volume, contudo, é baixo. Por volta das 14h55 (de Brasília), na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de petróleo para agosto subiam 0,08%, para US$ 75,25 o barril, depois de caírem a US$ 74,30 com a divulgação do relatório semanal do Departamento de Energia dos EUA, que mostrou um surpreende aumento nos estoques de gasolina. O contrato para agosto da gasolina reduzia a baixa a 0,39% para US$ 2,2670 por galão. Em Londres, na ICE Futures Exchange, o Brent para agosto subia 0,32%, para US$ 74,28 por barril. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.