Petróleo opera em alta e brent atinge US$ 110 por barril

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta quinta-feira, 29, antes da divulgação de dados do Departamento de Energia do Estados Unidos (DOE) sobre os estoques da commodity no país. O Brent se destaca na sessão ao avançar acima de US$ 110 por barril, após cair na sessão anterior.

Agencia Estado

29 de maio de 2014 | 07h48

Com feriado em alguns países do norte da Europa, a manhã apresenta baixo volume de operações e poucas posições eram estabelecidas antes dos números do DoE. "Para o petróleo negociado nos EUA, a reação do preço ainda vai depender do tamanho dos estoques em Cushing e o número total de demanda do produto", disse Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital.

Ganhos sustentados são improváveis para o Brent, disse Kryuchenkov, com os preços permanecendo excepcionalmente elevados devido à instabilidade na Ucrânia e a interrupção quase total da produção de petróleo da Líbia.

Na quarta-feira, 28, o American Petroleum Institute (API, uma associação de refinarias) informou que os estoques norte-americanos de petróleo bruto tiveram um crescimento de 3,5 milhões de barris na semana passada. Os estoques de gasolina tiveram uma redução de 1,4 milhão de barris. Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo combustível para calefação, tiveram um crescimento de 821 mil barris. O resultado inicialmente pesou sobre o petróleo negociado nos EUA, o que, por sua vez, pressionou o brent.

Às 7h25 (de Brasília), o brent para julho subia 0,24%, a US$ 110,07 por barril, na plataforma eletrônica ICE, enquanto na Nymex, o petróleo para o mesmo mês avançava 0,13%, a US$ 102,85 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoEUAestoques

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.