Petróleo opera em alta sob volume reduzido

Os contratos futuros de petróleo operam em alta nesta manhã, com o volume de negócios ainda reduzido após o feriado do Dia dos Presidentes nos EUA. Além disso, muitos participantes do mercado estão ausentes dos negócios em Londres por causa de um evento do setor.

Agencia Estado

18 de fevereiro de 2014 | 09h13

A onda de frio nos EUA continua dando sustentação ao petróleo negociado na Nymex, em meio à forte demanda por produtos derivados. Os estoques de destilados dos EUA estão 22% abaixo do normal para esta época do ano, enquanto os estoques de óleo de aquecimento na Costa Leste estão 47% abaixo da média dos últimos cinco anos, segundo analistas do Commerzbank.

Essa situação elevou as margens dos destilados e do refino do brent na Europa, o que, se continuar, pode impulsionar a demanda local pelo brent, comentou a Morgan Stanley em nota a clientes.

Os preços do brent também encontram suporte nos problemas de oferta do campo de petróleo de Buzzard, no Mar do Norte, e em relatos sobre queda na produção da Líbia e um ataque de soldados rebeldes em Malakal, cidade produtora de petróleo no Sudão do Sul.

Enquanto isso, os EUA e o Irã mostraram cautela em relação ao acordo para interromper o programa nuclear de Teerã, o que reduz as chances de um avanço diplomático que permita a volta do petróleo iraniano aos mercados globais.

O feriado nos EUA adiou em um dia a publicação dos relatórios semanais do American Petroleum Institute (API) e do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) norte-americano, para amanhã e quinta-feira, respectivamente.

Às 9h02 (de Brasília), o brent para abril subia 0,17%, a US$ 109,37 por barril, na plataforma eletrônica ICE, em Londres, enquanto o petróleo para março negociado na Nymex avançava 0,87%, a US$ 101,17 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.