Petróleo opera em baixa com realização de lucros

Contrato de WTI norte-americano teve um impulso com dados piores do que o esperado do relatório de empregos dos EUA

09 de setembro de 2013 | 08h09

Os contratos futuros de petróleo bruto operam em baixa nesta segunda-feira, com realização de lucros após as recentes altas na semana passada.

O contrato de petróleo brent para outubro encerrou a semana passada perto do maior nível em seis meses e o WTI negociado na Nymex atingiu um nível que não era visto desde maio de 2011 no fechamento de sexta-feira.

No último dia útil da semana passada, foram divulgados os dados do relatório de emprego dos EUA, cujo resultado ficou abaixo do esperado, influenciando os preços dos contratos.

O contrato de WTI norte-americano teve um impulso com os dados piores do que o esperado do relatório de empregos dos EUA. Os números foram interpretados por alguns participantes do mercado como uma indicação de que a redução do estímulo do Federal Reserve não deve acontecer tão cedo quanto o esperado.

Segundo analistas do Morgan Stanley, a oferta global de petróleo está melhorando, o que deverá amenizar o aperto do mercado. Os analistas da instituição apontam que a "oferta global parece estar melhorando... uma vez que relatórios recentes sugerem que a produção saudita ultrapassou os 10 milhões de barris por dia em agosto, ressaltando a disposição do reino em abastecer os mercados apertados".

Contudo, "as manchetes sobre a Síria deverão continuar a apoiar o petróleo no curto prazo, especialmente caso haja uma escalda do conflito".

A amenização do aperto aponta para preços mais baixos no longo prazo. Mas, no curto prazo, as perspectivas para ambos os contratos é de alta, de acordo com o Relatório Schork. O documento destacou o número de apostas que investidores estão fazendo na elevação do preço.

Às 7h (de Brasília), o brent para outubro caia 0,64% na ICE, a US$ 115,38 por barril, enquanto o contrato para outubro negociado na Nymex caía 0,34%, a US$ 110,16 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petroleomercado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.