Petróleo opera em queda à espera de reuniões de BCs

Os contratos futuros de petróleo bruto operam em queda nesta terça-feira, uma vez que, com falta de outros sinais, os mercados aguardam os resultados de reuniões de Banco Centrais e uma série de indicadores nesta semana. "O que fazer em uma semana, quando há reuniões do FOMC Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed, BCE Banco Central Europeu e BoE Banco da Inglaterra e quando há divulgação de dados sobre o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no segundo trimestre, dados de emprego e o índice de gerentes de compras oficial da indústria da China. A resposta é: muito pouco", afirmaram analistas da PVM

AE, Agencia Estado

30 de julho de 2013 | 08h57

Os contratos de referência de petróleo bruto de Londres estão se movimentando com sinais vindos do mercado mais amplo, de acordo com o analista Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital, ao mesmo tempo em que o foco reside sobre a divulgação do relatório de emprego dos EUA na sexta-feira, e os índices de gerentes de compras industriais na China.

"Ainda assim, a queda para o contrato à vista na ICE é limitada pelas contínuas tensões geopolíticas no Oriente Médio, além de temores quanto ao abastecimento de curto prazo", apesar de uma suposta retomada das exportações da Líbia após vários protestos em terminais de petróleo no início de julho, escreveu Kryuchenkov. Às 7h32 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para setembro caia 0,31%, para US$ 107,12 o barril na plataforma ICE, em Londres. O contrato do petróleo para setembro negociado na Nymex tinha queda de 0,71%, para US$ 103,81 o barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.