Petróleo opera em queda após corte nas previsões

Os contratos futuros de petróleo bruto operam em queda nesta segunda-feira, após o Goldman Sachs reduzir suas previsões de preços para o primeiro semestre do ano que vem.

AE, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2014 | 09h23

O banco disse que mudou suas previsões do petróleo para o primeiro semestre de 2015, ao projetar preços mais baixos no médio prazo. A previsão do banco para o Brent é agora de US$ 85 por barril nos dois primeiros trimestres de 2015, abaixo dos US$ 100 por barril estimados anteriormente. A previsão para o petróleo bruto WTI é agora de US$ 75 para o primeiro semestre, de US$ 90 por barril.

A instituição lista vários fatores por trás da alteração. "O crescimento em aceleração da produção de países fora da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), na América do Norte, vai superar o crescimento da demanda, deixando o mercado de petróleo com excesso de oferta", afirmou em nota a clientes.

Às 9h15 (de Brasília), o Brent para dezembro caía 0,94% na ICE, para US$ 85,32 por barril, enquanto o contrato para dezembro negociado na Nymex recuava 0,58%, para US$ 80,53 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
MundoPetróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.