Petróleo opera estável, após tipo Brent atingir US$ 74,97

Os contratos futuros de petróleo operam perto da estabilidade, após o tipo Brent para junho ter atingido, mais cedo, o recorde de US$ 74,97 por barril, embora não tenha rompido esse patamar, na ICE Futures Exchange, em Londres. As tensões em torno do Irã continuam dando suporte para os preços da commodity. Hoje, o chefe da área nuclear do Irã, Gholamreza Aghazadeh, afirmou que o país enriqueceu urânio até 4,8%. O anúncio indica um enriquecimento mais potente do que o nível de 3,6% declarado pelo Irã no mês passado. Para o funcionamento eficiente dos reatores nucleares, usados na geração de energia elétrica ou como força propulsora, o combustível deve apresentar o urânio-235 na proporção entre 2% e 3%, enquanto que nas bombas atômicas requer-se 90%. Como o minério contém apenas 0,7% de átomos de isótopos, o urânio deve passar por um processamento de elevação do teor desse isótopo, conhecido como enriquecimento de urânio. "A escalada da retórica do Irã tem evoluído um pouco mais rapidamente do que se esperava. No estamos prevendo um próximo passo político em algum momento no segundo semestre", comentaram os estrategistas de petróleo do JP Morgan, em Nova York. Inicialmente, o comentário do Irã permitiu que os investidores entrassem comprando futuros de petróleo, mas a cautela prevaleceu, com o foco sendo direcionado para os dados de estoques de petróleo nos EUA, que serão divulgados às 11h30. A previsão média para a variação nos estoques de gasolina é uma redução de 800 mil barris; as previsões variaram entre uma redução de 4 milhões de barris e um crescimento de 2,5 milhões de barris. Além dos estoques da gasolina, o mercado deve reagir aos dados da taxa de utilização das refinarias, a exemplo do que ocorreu na semana passada. Para a taxa de utilização, a previsão é de um aumento de 0,8 ponto porcentual; na semana anterior, a taxa de utilização, medida pelo DoE, estava em 88,2%.Para os estoques de petróleo bruto, o prognóstico é de redução de 100 mil barris. Por volta das 9h30, o contrato para junho do petróleo subia 0,04%, para US$ 74,64 por barril, após ter tocado a máxima de US$ 74,99, na Nymex eletrônica. Na ICE Futures Exchange, o Brent para junho cedia 0,19%, para US$ 74,50. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.