Petróleo opera perto da estabilidade

Às 7h57 (horário de Brasília), o contrato do brent para outubro tinha ligeira alta de 0,03% na plataforma ICE, a US$ 107,36 o barril

16 de agosto de 2013 | 08h10

Os preços do petróleo operam perto da estabilidade nesta sexta-feira, 16, numa pausa que se segue à máxima em pelo menos quatro meses atingida na sessão anterior. Às 7h57 (horário de Brasília), o contrato do brent para outubro tinha ligeira alta de 0,03% na plataforma ICE, a US$ 107,36 por barril, enquanto na Nymex, o petróleo para setembro subia 0,09%, a US$ 109,70 por barril.

O brent está ligeiramente abaixo de US$ 110,00 por barril, após atingir US$ 111,53 na quinta-feira, 15. Ontem, no entanto, o contrato de setembro venceu e o de outubro passou a ser o mais líquido. O Commerzbank prevê que o petróleo tende a avançar mais diante das tensões no Oriente Médio. "Em meio à situação no Egito - onde a Irmandade Muçulmana convocou protestos em massa para hoje, apesar da declaração do estado de emergência, o brent provavelmente logo tentará atingir os níveis de ontem", comentou o banco alemão em nota.

Aproximadamente 3 milhões de barris de petróleo bruto são transportados diariamente pelo Canal do Suez, no Egito, segundo a corretora PVM. Problemas na Líbia também sustentam os contratos, uma vez que terminais de exportação locais continuam bloqueados por trabalhadores em greve. De acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE), a produção líbia diminuiu para apenas 400 mil barris por dia no começo do mês, em comparação a um volume já reduzido de 1 milhão de barris diários em julho. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoOriente Médio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.