Petróleo opera perto da estabilidade por fator Líbia

Líbia anunciou que o campo de petróleo El Feel reabriu e opera a plena capacidade, enquanto o campo de Wafa também retoma õperação

16 de maio de 2014 | 07h37

Os futuros de petróleo operam perto da estabilidade, com um mercado bem abastecido pouco afetado por fatores geopolíticos. No lado da oferta, a Líbia anunciou que o campo de petróleo El Feel reabriu e opera a plena capacidade, enquanto o campo de Wafa também está retomando atividades. Segundo Andrey Kryuchenkov, analista da VTB Capital, isso possibilitará um ligeiro aumento na produção líbia, a 300 mil barris por dia. Ontem, a Agência Internacional de Energia (AIE) revisou sua projeção de demanda levemente para cima, o que significa que o petróleo adicional será absorvido. Enquanto isso, a crise na Ucrânia continua ajudando a sustentar os preços da commodity.

Em carta para governos da União Europeia, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ameaçou interromper o fornecimento de gás para a Ucrânia, a partir de 1º de junho, se Kiev não saldar a dívida acumulada por cargas anteriores de gás, comentou a JBC Energy. A Ucrânia concordou em pagar a dívida, mas quer negociar preços mais baixos para futuros suprimentos, acrescentou a JBC.

Às 6h57 (de Brasília), o brent para julho tinha alta marginal de 0,01%, a US$ 109,10 por barril, na plataforma eletrônica ICE, enquanto na Nymex, o petróleo para junho ganhava 0,08%, a US$ 101,58 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.