Petróleo recua com enfraquecimento de tempestade

Os contratos futuros do petróleo estão em queda forte com indicações de que o aumento recente dos preços começa a prejudicar a demanda. Informações de que a tempestade tropical Alberto perdeu força no Atlântico Norte também ajudou a provocar vendas no mercado. Um relatório da Agência Internacional de Energia, braço da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), disse que os estoques de petróleo em países desenvolvidos na Ásia e nos EUA estão nos níveis mais elevados dos últimos 20 anos e que o petróleo próximo a US$ 70,00 continua a prejudicar a demanda. Em Londres, o mercado está particularmente vulnerável por fatores técnicos, em conseqüência da queda do petróleo Brent para abaixo de US$ 67,63 o barril, mínima tocada durante as duas últimas semanas. Às 11h20 (de Brasília), o contrato de julho caía para US$ 69,05 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), retração de 1,79% do fechamento. O contrato de mesmo vencimento negociado em Londres cedia 2,16% para US$ 67,44 o barril. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.