Petróleo recua e contrato é negociado abaixo de US$ 100

O petróleo opera em queda, com o contrato negociado na Nymex novamente abaixo de US$ 100 por barril, depois de, na quarta-feira, 12, ter alcançado a máxima em quatro meses de US$ 101,40 por barril. No entanto, os contratos continuam recebendo suporte do clima frio no hemisfério norte e da consequente redução dos estoques locais.

Agencia Estado

13 de fevereiro de 2014 | 11h49

A diferença entre o preço do contrato da Nymex e o do contrato da ICE, chamado de "spread", "diminuiu em certo momento para menos de US$ 8 por barril, o nível mais baixo desde outubro de 2013", comentaram analistas do Commerzbank em nota a clientes.

A redução foi provocada pelo relatório do Departamento de Energia (DOE) dos EUA, que ontem informou que houve uma forte queda de 2,7 milhões de barris nos estoques em Cushing, ponto de entrega física da commodity. Enquanto isso, as tensões geopolíticas continuam dando suporte especialmente aos preços do brent.

Na Líbia, oleodutos do campo Wafa foram paralisados, ao mesmo tempo que a produção no campo El Sharara também está ameaçada de ser interrompida, afirmaram analistas da JBC Energy em nota a clientes. Além disso, o Iraque sofreu uma série de ataques a bomba e na Nigéria militantes mataram 51 pessoas em ataque a uma cidade. Também há tensões na Venezuela, onde o aumento da inflação tem provocado descontentamento da população e três manifestantes teriam morrido em um protesto ontem.

A Agência Internacional de Energia (AIE) destacou em relatório publicado hoje que, apesar de os preços do petróleo terem subido em janeiro por causa do frio extremo nos EUA à medida que a demanda por combustível de aquecimento aumentou, os preços médios se enfraqueceram na comparação com dezembro. A AIE também afirmou que o período de manutenção das refinarias deverá pressionar os preços conforme a demanda diminuir.

Às 10h59 (de Brasília), o petróleo para março negociado na Nymex caía US$ 0,59%, para US$ 99,78 por barril, enquanto o brent para março recuava 0,31% na ICE, para US$ 108,45 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoNymex

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.