Petróleo registra alta moderada com bons números da economia dos EUA

Contrato do brent para outubro subia 0,15%, a US$ 110,06 por barril, na plataforma ICE, às 7h46

23 de agosto de 2013 | 07h57

Os contratos futuros de petróleo operam em alta moderada na manhã desta sexta-feira, 23, após sinais de melhora econômica nos Estados Unidos, que, no entanto, eram contrabalançados por indícios de fraqueza na Europa.

"Nos últimos dois dias, mais e mais sinais têm surgido que indicam progresso na situação econômica dos EUA, o maior consumidor de petróleo do mundo", disse analistas da JBC Energy em nota a clientes.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial dos EUA "aponta para o avanço mais forte em cinco meses", segundo a JBC, enquanto o número de pedidos de auxílio-desemprego atingiu o nível mais baixo desde novembro de 2007.

Também há indicações de que a atividade econômica está melhorando na zona do euro, com o PMI composto de agosto em 51,7, acima da marca de 50 que sugere crescimento. O quadro neste caso, no entanto, não é simples, com as diferentes economias da Europa mostrando desempenhos bem variados.

"Embora a notícia seja promissora, o que gera expectativas de uma boa performance no terceiro trimestre, é preciso observar os números mais de perto para não se deixar enganar", comentaram analistas da corretora PVM. "Não dá para enfatizar suficientemente o papel que a economia da Alemanha desempenha em manter os investidores otimistas em relação ao futuro da zona do euro."

Já a Grécia vive uma situação bem distinta. A PVM prevê um terceiro e quarto pacotes de ajuda para o país altamente problemático, seguido por perdão de parte da sua dívida. Nos últimos dias, o ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, tem dito que a Grécia vai precisar de um terceiro programa de ajuda.

A notícia de maior impacto para o mercado de petróleo, porém, ainda vem da Líbia, onde barris da commodity aguardam para serem despachados de portos tomados por protestos e greves.

Às 7h46 (horário de Brasília), o contrato do brent para outubro subia 0,15%, a US$ 110,06 por barril, na plataforma ICE. Já na Nymex, o contrato de petróleo mais líquido, também de outubro, tinha uma ligeira alta de 0,06%, a US$ 105,09 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.