Petróleo registra queda de mais de 1%

Os contratos futuros de petróleo aceleram o ritmo de queda em reação aos comentários do ministro de petróleo da Arábia Saudita, Ali Naimi, feitos hoje. Ele disse que seu país não está considerando um encontro de emergência da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), já que considera não haver necessidade de novo corte de produção da Opep no atual momento. Às 10h54, o contrato de petróleo com vencimento em fevereiro no sistema eletrônico da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) caía 1,36%, a US$ 52,08 o barril. Na ICE Futures, em Londres, o contrato do tipo Brent perdia 1,26%, a US$ 52,45 o barril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.