Petróleo se recupera das mínimas e sobe 0,44%

O contrato futuro de petróleo com vencimento em novembro negociado em Nova York passou a apresentar alta depois de ser negociado hoje ao preço mínimo de US$ 57,75. Essa cotação foi atingida depois que o embaixador da Arábia Saudita nos EUA, Turki al-Faisal, negou que seu país tenha interesse numa reunião de emergência da Opep com objetivo de estimular integrantes do cartel a promover cortes na produção. Nos últimos dias, a cotação de diversos minérios e de petróleo tiveram uma reviravolta e acentuaram a desvalorização. Parte dos investidores acredita que a realização de lucros é pontual. Outra parcela atribuiu o movimento às incertezas sobre o ritmo de crescimento econômico global. Mas há ainda quem acredite que especuladores estão testando qual será o piso das cotações para recomprar contratos de petróleo. Às 13h14 (de Brasília), o contrato de petróleo com vencimento em novembro recuperava e era negociado em alta de 0,44% em US$ 58,94 na Nymex. "Devemos ver uma pequena recuperação nos preços e mesmo uma alta de US$ 1, mas a tendência continua sendo de baixa", disse o analista e operador do UBS em Nova York Chris McCormack. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.